Ta jorrando dinheiro no google…

Dizem que toda década elege um ícone para ser odiado pela sua capacidade de dominar mercados. Nos anos 80, a IBM era o alvo predileto das críticas. Nos anos 90, foi a Microsoft. Agora, na primeira década do século 21, em plena era da web 2.0, a vidraça da vez é o Google.

Em menos de uma semana, Eric Schmidt, o todo-poderoso CEO do Google, deu duas estocadas na rival Microsoft, primeiro ao ganhar da MSN a corrida pela compra da DoubleClick, empresa de distribuição de publicidade online, pela bagatela de US$ 3,1 bilhões e logo depois ao anunciar, hoje, o lançamento de um software de apresentações, concorrente do Power Point, a ser agregado à suite GoogleAps, que já possui leitor de e-mail, planilha e processador de textos.

Como diz o caipira, Schimidt deu uma martelada no cravo e outra na ferradura.

Afinal, quais são as fronteiras do império Google? Se é que é possível pensar em fronteiras num universo tão ilimitado quanto a internet.
Não é para menos que a revista Business Week dedicou no início do mês uma reportagem de capa à empresa de Schimidt perguntando “Quem tem medo do Google?”.

Se você duvida do poder de fogo da empresa, confira as ponderações do analista sênior do site emarketer, David Hallerman, e tire suas próprias conclusões.
Segundo ele, a definição de monopólio é dada para uma empresa que domine mais do 25% de um determinado mercado. Ora, a estimativa do mercado americano para o faturamento de publicidade online nos EUA em 2007 é da casa dos US$ 19,5 bilhões, dos quais o Google, ainda sem a compra da DoubleClick, vai abocanhar US$ 6,3 bilhões,  o que dá cerca de 32%.

No mesmo artigo, Hallerman exibe uma tabela bem interessante que mostra o faturamento com receita publicitária dos últimos quatro anos dos 4 grandes (pela ordem, Google, Yahoo, AOL e MSN). A matemática, de novo, mostra que a Microsoft tem muito mesmo com que se preocupar.

Pelos números do emarketer, o faturamento do Google saltou de US$ 1,2 bilhão em 2004 para US$ 6,3 bilhões em 2007, ou seja, cresceu em mais de cinco vezes sua receita anual em quatro anos.

O segundo lugar, Yahoo, saltou de US$ 1,7 bilhão em 2004 para US$ 3,6 bilhões em 2007, o que dá pouco mais que o dobro em quatro anos.

O terceiro lugar, AOL, salta de US$ 655 milhões em 2004 para US$ 1,7 bilhão em 2007, o que dá quase 3 vezes o faturamento do ano.

O quarto lugar, MSN, saiu de US$ 906 milhões em 2004 para chegar a US$ 1,3 bilhão em 2007, um crescimento de 45% na receita anual no período de quatro anos.

Dá o que pensar, não?

fonte: idg now

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: