O cristianismo e Roma

Sendo, em geral, tolerante para com as religiões, o governo de Roma a principio não interferiu de maneira significativa com o cristianismo. Este, na verdade beneficiou-se em muitos aspectos da associação com o Império Romano. Os missionários cristãos viajaram por todo o Império, percorrendo estradas e mares cuja segurança era garantida pelas armas romanas. O dialeto grego comum, o Koine, falada na maior parte do Império, facilitou a tarefa dos missionários. Se o mundo mediterrâneo se tivesse fragmentado em Estados separados e rivais, a difusão do cristianismo bem poderia ter enfrentado obstáculos insuperáveis. O universalismo do Império romano, que colocara a cidadania ao alcance de pessoas de diversas nacionalidades, preparou o caminho para o universalismo da religião cristã, que recebia igualmente bem os membros de todas as nações.

Com o aumento do número de cristãos, as autoridades romanas começaram a recear que fossem subversivos, pois pregavam fidelidade a Deus e não a Roma. Para muitos romanos, os cristãos eram inimigos da ordem social, pessoas estranhas que não aceitavam os deuses do Estado, não participavam das festas romanas, desprezavam as competições dos gladiadores, não freqüentavam banhos públicos, elogiavam o pacifismo, recusavam-se a considerar os imperadores mortos como deuses e adoravam um criminoso crucificado como Senhor. Os romanos acabaram encontrando nos cristãos um bode expiatório universal para os males que grassavam no Império, como escassez de alimentos, pestes e derrotas militares. Na tentativa de acabar com a nova religião, os imperadores muitas vezes recorriam à perseguição. Os cristãos eram detidos, espancados, privados de alimento, queimados vivos estraçalhados por animais ferozes na arena para divertir os romanos e crucificados. Mas as perseguições não duraram o suficiente para extirpar a nova religião. Na realidade, elas fortaleceram a determinação da maioria dos fiéis e conquistaram novos conversos, maravilhados com a coragem extraordinária dos mártires, que morriam voluntariamente por sua fé.

Incapazes de esmagar o cristianismo pela perseguição os imperadores romanos resolveram conseguir o apoio do crescente número de cristãos no Império. No ano 313, Constantino, sinceramente atraído pela fé do Cristo, promulgou o edito de Milão, conferindo tolerância aos cristãos. NO ano de 392, Teodósio I fez do cristianismo a religião oficial do Império e declarou ilegal o culto dos deuses pagãos.

 

ico_tatianeby Tatiane Costa

Introdução – “Primórdios do cristianismo uma religião mundial

Parte 1: “Jesus a transformação moral do individuo”

Parte 2: “São Paulo: de seita judaica a religião mundial

Parte 3: “Difusão e triunfo do cristianismo”

 

parte 4: “O cristianismo e Roma”

 

parte 5: “Cristianismo e a filosofia grega”

Anúncios

19 Respostas to “O cristianismo e Roma”

  1. Sheila_Shel Says:

    Gostei muito de ter encontrado esse texto, me a judou muito
    obrigada!

  2. KELLY ALESSANDRA Says:

    Olá, o site me ajudou muito e gostaria de pedir um favor também, se puderem me enviar e-mail’s sobre estes assuntos citados acima eu agradeço.
    muito obrigado
    t+

  3. Oraculum Blog Says:

    Kelly você queria informações adicionais?

    você já verificou os demais links no final do artigo.

  4. Lourenço Says:

    Gostaria de saber qual é a autoria do artigo “Primórdios do cristianismo uma religião mundial”

  5. Oraculum Blog Says:

    Lourenço se não me engano esse artigo que ela me passou por e-mail foi extraído do livro Civiização Ocidental – Marvin perry.

  6. diego Says:

    valew!!! vo tira 10 agora

  7. raissa Says:

    nossa gostei principalmente eu que todando o assunto agora

  8. Bitúlia Says:

    Tem mas alguma coisa, que não seja copiada de ninguém, de livro nenhum só produzida por vc mesma??? pq copiar é o que todo mundo faz…

  9. leigislaine Says:

    muito obrigada me ajudou muito,pois tenho que fazer um seminario sobre o cristianismo e gladiadores!valeu

  10. Rewbert Says:

    Muito bom esse texto !!!
    Fez-me esclarecer muita coisa sobre os imperadores de roma no contexto do cristianismo
    vlw ai !!! :P

  11. sandra de sousa almeida Says:

    cristianismo em roma e muito burro

  12. KAROLAYNNE Says:

    UM BOM
    NAO E TAO MAIS TA BOM

  13. CELSO OLIVEIRA Says:

    OS TEXTOS SÃO BONS. O INTERESSANTE SERIA SE TIVESSE REFERÊNCIAS PARA PODERMOS CONFERIR. VALEU!!!

  14. lucas silva Says:

    nao me ajudou em nada esse texto

  15. yanna vitoria Says:

    Eu gostei muito desse sait vou procurar mis coisas neve obg para que o escreveu

  16. gabriel souza Says:

    eu queria saber como se deu a passagem da republica romana para o imperio romano


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: