Conspirações II

ET Varginha

Cidade do interior de Minas Gerais, a 320 quilômetros de Belo Horizonte, onde duas criaturas extraterrestres foram supostamente capturadas em 20 de janeiro de 1996 numa operação conjunta da Policia Militar, Corpo de Bombeiros e Escola de Sargentos das Armas (ESA). Um dos alienígenas, muito debilitado, morreu no hospital da cidade. O outro sobreviveu. Na manhã do dia seguinte um comboio militar teria levado os dois ETs, o morto e o vivo, até a Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), onde as criaturas, diz a lenda, ficaram sob os cuidados do médico-legista Fortunato Badan Palhares.

As instituições envolvidas na história – o hospital, a escola de sargentos, a PM, o corpo de bombeiros e a universidade – afirmam que tudo isso é invencionice dos ufólogos brasileiros. Pode ser. Mas alguma coisa esquisita andou por Varginha naquele dia de 1996. Três garotas (Kátia Andrade Xavier, Liliane Fátima da Silva e Valquíria Aparecida da Silva) juram ter visto uma criatura de pele oleosa, cor marrom-esverdeada, com veias salientes no pescoço e grandes olhos vermelhos. Se o bicho era mesmo um alienígena, ninguém sabe.

Ufólogos brasileiros juram que possuem depoimentos gravados que comprovam a captura  e a manobra de desinformação ralizada pelos militares. Mas eles se recusam a divulgar os documentos, sob alegação de que isso prejudicaria várias pessoas envolvidas na operação. Varginha é um caso raro de conspiração ao avesso: os denunciantes é que escondem as provas.

Sobre Badan Palhares:

Ex-chefe do Departamento de Medicina Legal da UNICAMP o médico legista Fortunato Badan Palhares é o ponto comum de três teorias conspiratórias:

– Em 1986, Badan comandou a equipe que identificou a ossada do carrasco nazista Joseph Mengele. Mas o caçador de nazistas Simon Wiesenthal contestou o laudo, afirmando que Mengele estava vivo e bem em algum outro lugar.

– Em 1996, Badan foi acusado pelos ufólogos brasileiros de ter se encarregado das duas criaturas extraterrestres supostamente capturadas em Varginha por militares brasileiros. Uma delas morta teria sido autopsiada pelo legista. A outra, ainda viva, estaria aprisionada num laboratório subterrâneo secreto da Universidade. Até hoje.

– Em 1996, Badan assinou o laudo da morte de P.C. Farias ex-tesoureiro do presidente Fernando Collor de Mello. O documento afirma que a namorada de P.C., Suzana Marcolino , havia atirado nele e depois se suicidado. Quatros anos depois, em 2000, o laudo foi contestado pela CPI do Narcotráfico. Segundo os investigadores, Suzana e P.C. foram assassinados como queima de arquivo. Badan Palhares foi acusado de produzir laudos falsos sob medida.

Anúncios

Uma resposta to “Conspirações II”

  1. Valdir Roberto Gonçalves Mucheroni Says:

    Para entendermos as conspirações devemos entender o conceito em que se baseia a história de um fato.Quando estudamos história geral,encontramos duas versões para o mesmo fato histórico que vamos estudar:a oficial e a não oficial.
    A história oficial é aquela que o certos grupos passam para os estudantes nos livros de história escolares,e que na maioria deles são verdadeiros embustes históricos alterando fatos e verdades históricas que poderiam contrariar o poder dominante,os comunistas foram os maiores usuários deste metodo de alterar a história em seu favor,seguido pelos E.U.A. em sua política para ocultar certas verdades que poriam em cheque o poder do governo paralelo.
    A historia não oficial são fatos históricos que realmente ocorreram e foram devidamente ocultados para como dizemos antes não atrapalhar as pretensões do poder paralelo em questão.
    Fatos como a morte de Kennedy erroneamenteatribuida a Osvald,são um exemplo de como a história pode ser manipulada;Osvald foi rapidamente apontado como o assassino e antes que fosse interrogado pela polícia foi assassinado talves com o intuito de preservar os Illuminati ou outros interesses que poderiam ser atingidos com a declaração de Osvald sobre o crime.
    Na verdade somos bombardeados com uma gama de mentiras históricas que influem de modo decisivo nas questões mundiais.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: